PODER LESGISLATIVO MUNICIPAL

Notícias

AEE apresenta seus trabalhos ao legislativo

Educação 04/07/2018
AEE apresenta seus trabalhos ao legislativo
Fotos: André Dal Pont

O Núcleo de Atendimento Educacional Especializado (AEE) da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de Içara, apresentou suas ações para os vereadores. A tribuna da Câmara Municipal foi cedida no espaço destinado ao horário político da sessão ordinária de terça-feira, dia 04/07. O Atendimento Educacional Especializado (AEE) atende alunos com deficiência física, intelectual, sensorial (baixa visão, surdez e cegueira), transtornos espectro autista (autismo, síndrome de Asperger) e altas habilidades/superdotação. Apoiando o desenvolvimento do aluno com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação; Disponibiliza o ensino libras, sistema braille e soroban, comunicação alternativa, enriquecimento curricular, dentre outros; Oferece Tecnologia Assistiva - TA; Faz adequações e produz materiais didáticos e paradidáticos, tendo em vista as necessidades específicas dos alunos; Oportuniza o enriquecimento curricular (para alunos com altas habilidades/superdotação). Segundo a coordenadora Marlene Casagrande a educação especial tem a perspectiva da inclusão, com atendimento as crianças com deficiência dentro do ensino regular. Não possuindo vínculo com entidades especializadas. O AEE possui uma equipe qualificada e conta com um núcleo de produção de materiais para atender os alunos. “São realizadas todas as adaptações aos nossos alunos conforme suas necessidades. Somos referência na região”, informou Casagrande. Para a coordenadora é preciso estimulação precoce, encharcar a ideia das crianças, proporcionar atividades diversificadas e um currículo adaptado. “Garantir oportunidades para que todas as nossas crianças independente de suas condições possam ter sucesso, acesso a escola e garantir o direito de aprender”, enfatizou. O município atualmente disponibiliza cinco salas multifuncionais, nas escolas: Quintino Rizzieri (B. Jardim Elizabete), Cezar Muneretto (Vila São José), Lucia De Lucca (B. Jardim Silvana), Paulo Rizzieri (B. Boa Vista) e Tranquilo Pisseti (B. Nossa Senhora de Fátima). “Essas salas tem como objetivo garantir o atendimento educacional especializado aos alunos da educação especial, que precisam ser atendidos nas suas especificidades, para que possam participar ativamente do ensino comum”, explicou a professora Bruna Luiz Rabello.