Município de Içara - História de Içara - Câmara Municipal de Içara
PODER LESGISLATIVO MUNICIPAL

Município de Içara

Município de Içara

O município de Içara está situado no litoral sul de Santa Catarina e está enquadrado na AMREC – Associação dos Municípios da Região Carbonífera. Suas coordenadas geográficas são de: 28º, 42’, 12” de latitude Sul e 49º, 16’, 54” de longitude oeste, distante 192 km da capital do Estado, Florianópolis. Limita-se ao norte com os municípios de Sangão, Morro da Fumaça e Criciúma; ao oeste com o município de Criciúma. Ao sul com o município de Araranguá e  Balneário Rincão e ao leste com o município de Jaguaruna e o Balneário Rincão.

Com uma extensão territorial de 228,928 km², o município de Içara apresenta um relevo modesto. Com altitude média de 15 metros acima do nível do mar, estando a cidade de Içara, sede do município, a 27 metros de altitude. A morfologia do município pode ser dividida em: sequencia de morros; planície central e colinas.

A vegetação nativa do município de Içara está incluída no macro sistema vegetal Mata Atlântica, caracterizada pela floresta Ombrófila Densa (hoje, praticamente extinta) das áreas litorâneas.

O município de Içara apresenta duas bacias hidrográficas: a) bacia do rio Urussanga Velha; b) bacia do rio dos Porcos.


O clima de Içara é classificado como subtropical com chuvas bem distribuídas durante o ano inteiro com uma precipitação anual estimada em 1200mm. Os ventos sopram de todos os quadrantes com predominância do vento nordeste e vento sul. As estações do ano são bem definidas com verão de altas temperaturas e invernos bem frios.


Ocupação Humana, Colonização e Emancipação do Municipio de Içara

O município de Içara têm uma população residente de 58.833 habitantes com uma população urbana estimada em 39.570 habitantes. Mas presença humana no município de Içara decorre desde os primórdios da civilização, com o homem dos sambaquis até a ocupação dos índios Carijós que foram aprisionados, escravizados e vendidos para outras regiões na época da ocupação portuguesa. A segunda presença foi a luso-açoriana e africana, por volta de 1770. Mesmo havendo ocupação das terras divididas em sesmarias e a colonização com implantação de novas culturas, estes colonos não foram conceituados como imigrantes pela condição de serem cidadãos portugueses, e de escravos. Na sequência vieram os povos de origem alemã, polonesa e italiana. Este último, um maior contingente, povoou o KM 47 por ocasião da construção da Ferrovia, por volta de 1920. 

O KM 47 passou a condição de vila e tomou foros de Distrito de Criciúma em 1944, em detrimento do distrito de São Sebastião, sediado na Urussanga Velha e criado no ano de 1933. No dia 20 de dezembro de 1961, é criado o município de Içara e a 30 do mesmo mês foi efetivado a sua instalação, desmembrando-se do município de Criciúma com o topônimo de Içara. A palavra Içara, corruptela de jiçara e içaroba nos remete a ideia de palmeiras; logo Içara, terra das palmeiras. Atualmente Içara, cortado pela BR101, é um município em progresso constante com implantação da industrialização, destacando-se nos derivados de plástico. Entretanto, segue também na economia, a tradição agrícola e uma notável possibilidade, turístico religioso devido ao Santuário do Sagrado Coração Misericordioso de Jesus, sendo o segundo maior de Santa Catarina.  


Profª Elza de Mello Fernandes